Sexagem fetal

Descubra o sexo do seu bebê
Com o teste de sexagem fetal,
você pode saber o sexo do bebê
a partir da 8ª semana.

A gravidez é um momento único na vida de toda mulher e descobrir o sexo do bebê é uma ansiedade que toma conta das famílias. Mas, você sabia que com o teste de sexagem fetal é possível já descobrir a partir da oitava semana e acabar de vez com esse suspense que deixam todos aflitos?! Através do exame, capaz de identificar frações de DNA do bebê no plasma da mãe, é possível identificar o sexo do bebê antes mesmo do ultrassom e se preparar com antecedência para a chegada da criança. O procedimento é bem simples, a coleta de sangue é semelhante à de um hemograma e a mamãe não precisa estar de jejum, nem se quer ter pedido médico em mãos ou realizar algum preparo prévio.

Este teste não detecta gravidez!
A metodologia utilizada é detecção do cromossomo Y presente no sexo masculino. O teste faz a detecção do DNA do cromossomo Y e, portanto, se uma mulher que não esteja grávida realizar o teste, ele apenas indicará “ausência de DNA masculino” e concluirá que trata-se de um feto feminino.
Portanto, este teste está indicado apenas para mulheres com diagnóstico de gravidez confirmado, porque se uma mulher que não estiver grávida fizer o teste sairá um resultado de feto de sexo feminino, vez que não será detectado o cromossomo Y.

Sim, é necessário o preenchimento do questionário obrigatório, pois ele traz informações relevantes sobre o teste à paciente, assim como dados que asseguram a interpretação e qualidade do resultado.

Sim, é possível. Os casos de gravidez monozigótica (univitelinos) admitimos que sempre serão do mesmo sexo, logo um resultado masculino equivaleria para ambos os fetos. No entanto, para os casos de gravidez dizigóticas (bivitelinos) um resultado masculino apenas garante que um dos fetos será menino, podendo o outro ser menino ou menina e no caso de um resultado feminino admite-se que ambos os fetos serão do sexo feminino.

Para as gestações superior ou igual a 8 semanas, a probabilidade é de 99,93% de acerto, sendo a sensibilidade e especificidade do exame superiores a 99,9%. O resultado do teste não possui 100% de precisão em decorrência das limitações técnicas inerentes ao método molecular utilizado, como as condições de coleta e manipulação de amostra, a idade gestacional, deleções no cromossomo Y, mosaicismo e outros fatores que podem influenciar no resultado.

Outros exames

SOLICITE SEU

ORÇAMENTO

Open chat